“O Vitta me mostrou a importância da comunicação entre as pessoas e o respeito às diferenças” Conheça André Matias Petter, educador físico do Vitta

A paixão de André pela atividade física vem da infância e teve um apoio especial: seus pais. “Foram eles que desde sempre me incentivaram à prática esportiva, da infância à adolescência. Então desde já lá praticava esportes de forma recreativa ou competitiva — natação, futsal, futebol de campo.”. Foi essa vivência que mostrou a André seu caminho profissional.

“Ainda na adolescência eu percebia a influência que a prática esportiva representava na minha vida social. Na fase adulta, percebi que queria fazer disso a minha carreira.” Em 2002, André se formou em Educação Física pela Ulbra. Mais tarde, em 2006, concluiu a pós-graduação em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho e, em 2017, realizou curso de Treinamento Funcional/Core 360 .

O Vitta na vida de André
O André chegou no Vitta em outubro de 2017. Por aqui, ele atua como personal trainer, professor de musculação, de treinamento funcional e do QualiVitta, programa de fortalecimento muscular, alongamento e flexibilidade voltado para pessoas acima dos 50 anos.

Ele conta que conheceu o Vitta em 2010. “Fui a Paris fazer uma meia-maratona e lá conheci Mauro Paranhos, que atuava no Vitta. Anos depois, em 2017, entrei para o time para substituir dois professores.”

André fala de sua visão sobre o Vitta: “Para mim, é um centro de excelência voltado à saúde física. Contamos com profissionais e instalações aptas a atender os objetivos e demandas com extrema qualidade em conteúdo técnico, mas a excelência também aparece na relação entre profissionais e clientes”.

Para o profissional, fazer parte do time Vitta é uma experiência única. “Em nosso cotidiano aqui vemos a importância de sempre buscar ainda mais conhecimento, mais aprendizado, de desempenhar um grande trabalho em equipe. É um lugar que coloca você a pensar diariamente em como fazer melhor. Tudo isso torna o Vitta um espaço diferenciado em nossa área.”

Para o futuro, os planos já estão traçados. André quer permanecer no Vitta e se aperfeiçoar no atendimento ao público da terceira idade. “É um público que está crescendo muito e precisa da atenção.” Mas ainda um desejo maior: o de que o futuro venha com a consciência sobre a importância da prática esportiva, e que a cada dia mais pessoas tenham acesso a ela.

Deixe seu comentário