“Quanto mais eu puder continuar influenciando positivamente na vida das pessoas, maior será minha realização”. Conheça Bruno Bósner, Fisioterapeuta do Vitta.

A Fisioterapia entrou na vida de Bruno na adolescência, mais precisamente aos 15 anos, quando, por causa de dores nas costas, ele precisou se submeter a um tratamento. Encantado com o resultado, decidiu que queria proporcionar aquele alívio a outras pessoas também.

Alguns anos mais tarde, em 2008, graduou-se em Fisioterapia pelo IPA e complementou sua formação com cursos de Liberação Miofascial, Mobilização Articular e também uma Especialização em Acupuntura.

No Vitta desde 2015, Bruno atua com ênfase no Método Busquet, uma especialidade da Fisioterapia que trata pontos de tensão no corpo, com o objetivo de aliviar dores agudas e crônicas. Por meio do seu trabalho, que reúne técnicas manuais e exercícios individualizados, ele trata situações de crise (ciático, torcicolo e dores na coluna, por exemplo) e dores crônicas, aquelas com as quais os pacientes convivem há anos.

Sua rotina também possui uma abordagem muito particular: a educação em dor, em que o paciente recebe informações e orientações de qualidade para ajudá-lo no tratamento: “Muitas pessoas chegam ao consultório com medo, pensando que terão de passar por cirurgia ou que o tratamento clínico não vai resolver, e muitas vezes descobrem que a situação é mais simples do que imaginavam. A partir disso, meu papel é mudar a perspectiva que o paciente tem em relação à sua dor e ajudá-lo a mudar algumas atitudes para se sentir melhor”.

Sobre a Fisioterapia como forma de prevenção, Bruno reconhece que, embora longe do ideal, tem percebido um movimento positivo nesse sentido: “Ainda é uma utopia pensar que as pessoas vão procurar um fisioterapeuta apenas para prevenção, mas, aos poucos, isso tem se tornado uma realidade. Em alguns casos, o paciente procura um especialista para tratar uma dor aguda ou mesmo um problema crônico, então é possível educá-lo sobre o problema e, após o tratamento desse quadro, ele passa a fazer o acompanhamento preventivo”. Além da melhora em saúde e bem-estar, Bruno destaca que o autocuidado e a prevenção também contribuem para uma economia financeira significativa para o paciente.

Quando o assunto é o Vitta, Bruno revela: “Fazer parte do Vitta é um sonho realizado, a referência profissional que sempre almejei. Aqui, tenho uma excelente estrutura para trabalhar, um consultório muito bem equipado, colegas com quem posso contar e pacientes que valorizam o meu trabalho”. Sobre o que mais gosta no Vitta, Bruno destaca o contato direto com os colegas e diretores: “Pela abordagem multidisciplinar, é um ambiente muito rico para o aprendizado e para troca de conhecimento. A ausência de hierarquia e as reuniões periódicas também favorecem esse fluxo”.

Para finalizar, Bruno faz planos para o futuro: “Além de continuar me aperfeiçoando em Educação em Dor, Método Busquet e Acupuntura, tenho planos para atuar em larga escala com foco na prevenção, talvez implantar projetos em escolas e, assim, impactar cada vez mais pessoas. Capacitar-me em outras áreas, como tratamento da ATM (articulação temporomandibular) em parceria com dentistas, também despertam meu interesse e estão entre os meus possíveis projetos para o futuro”.

 

Bruno, parabéns pela sua dedicação e profissionalismo! Temos muito orgulho por tê-lo na equipe!

Deixe seu comentário